Eurocopa: com gol na prorrogação, Portugal vence a França e leva o título

Portugal conquistou hoje (10) o título de campeão da Europa de futebol pela primeira vez na sua história, ao bater na final a anfitriã França por 1 a 0, após prorrogação, em encontro disputado no Stade de France, em Saint-Denis.

Um gol do reserva Éder, no segundo tempo da prorrogação, selou o triunfo da formação das ‘quinas’, que perdeu por lesão, ainda primeiro tempo, o capitão Cristiano Ronaldo, substituído por Ricardo Quaresma, depois de uma falta dura de Dimitri Payet.

A seleção lusa tornou-se a segunda na história da competição a vencer a equipe da casa na final, 12 anos depois de ter perdido por 1a 0 da Grécia na Euro2004, em pleno Estádio da Luz, em Lisboa.

Em sete participações em Europeus, Portugal soma agora um título, uma final perdida (2004), três eliminações nas semi-finais (1984, 2000 e 2012) e duas nas quartas (1996 e 2008), sendo a única formação que nunca caiu na fase de grupos e que acabou mais vezes no ‘top 4’ desde 2000.

Na frente do ‘ranking’, continuam a Alemanha e a Espanha, cada qual com três títulos, contra dois da França.

Final da Eurcopa 2016 – Stade de France, em Paris, França.

Portugal – França, 1 a 0 (após prorrogação)

Gols de:

Éder, 109 minutos.

Equipes:

– Portugal: Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte, Raphael Guerreiro, William Carvalho, Adrien (João Moutinho, 66), Renato Sanches (Éder, 79), João Mário, Nani e Cristiano Ronaldo (Ricardo Quaresma, 25).

(Reservas: Anthony Lopes, Eduardo, Vieirinha, Bruno Alves, Ricardo Carvalho, Eliseu, Danilo Pereira, João Moutinho, André Gomes, Ricardo Quaresma, Rafa e Éder).

Técnico: Fernando Santos.

França: Hugo Lloris, Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Samuel Umtiti, Patrice Evra, Blaise Matuidi, Paul Pogba, Moussa Sissoko (Anthony Martial, 110), Dimitri Payet (Kingsley Coman, 58), Antoine Griezmann e Olivier Giroud (André-Pierre Gignac, 78).

(Reservas: Steve Mandanda, Benoît Costil, Christophe Jallet, Adil Rami, Eliaquim Mangala, Lucas Digne, N’Golo Kante, Morgan Schneiderlin, Yohan Cabaye, Kingsley Coman, Anthony Martial e André-Pierre Gignac).

Técnico: Didier Deschamps.

Público:75.868 espetadores.

EBC

1 ano ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *